Arquivo da categoria: Receitas Solidárias

Receitas que podem contribuir economicamente e, principalmente, diminuir o impacto ambiental.

Padrão

>> revista_cineminha

Anúncios

aí, a roda vem girando…

Padrão

roda teia saí de porto ferreira á caminho de arraial d’Ájuda, na bahia. contatos metarecicleiros. conhecer o baiLux. conheci….lugar especial_espacial.

mas nesse meio tempo, nesse vácuo um tanto de coisas rolaram…. mais ou menos como isso: “Se depois de eu morrer, quiserem escrever a minha biografia, Não há nada mais simples. Tem só duas datas – a da minha nascença e a da minha morte. Entre uma e outra todos os dias são meus.” Fernando Pessoa/Alberto Caeiro; Poemas Inconjuntos; Escrito entre 1913-15; Publicado em Atena nº 5, Fevereiro de 1925 claro, sem nenhuma pretensão, só a sensação de que todos os dias são meus…
entre pessoas_ações_antenas_labs e afins….articulações estão nascendo. o regis [bailux] tem o dom da documentação…esse diário de bordo tá lá.

aqui, vou compartilhando as impressões diárias tb… dando forma pra minha vida_pensar nômades com ações locais, nos quintais alheios…aliás, da minha janela eu convivo com um pé de cacau centenário e um tanto de pássaros incríveis…nossos jardins de volts. quintais são por essência universais, cabem mesmo todos os universos ali.

claro q isso não é um mar de pétalas de rosas vermelhas… há espinhos venenosos à procura de carne para se enfiar. mas o trem é assim, mesmo… estou de volta, voltando a me encontrar com meu diário de bordo, pra ler e sentir esses trechos de vida nesses fragmentos andarilhos q sou….[hoje, tô puro clichê] téjá, téia

Resultados da oficina

Padrão

Fizemos a oficina de materiais de limpeza: desinfetante, sabão liquído, sabão frio, seguindo as receitas que foram publicadas aqui.

Importante ressaltar que essas imagens são somente para ilustrar o aprendizado! O processo de produção desses produtos deve ser realizado sempre com a presença de pessoas capacitadas para evitar acidentes.

Agora, vamos testar nossos produtos e garantir a qualidade. Juntamente com essa oficina iniciamos o aprendizado das planilhas de custos, relação custo x benefício, possibilidades de compra em conjunto de matérias-primas com outras cooperativas, planejamento de vendas, divisão rotativa do grupo para aprendizados teóricos e práticos.

pedro5.jpg

gilson.jpg

grupo3.jpg

gilson2.jpg

sabao4.jpg

sabao5.jpg

Agora passamos ao sabão frio….velho conhecido de nossas avós.

sabao-frio1a.jpg

sabao-frio1.jpg

sabao-frio2.jpg

Agora,  a massa do sabão liquído está descansando, amanhã, mostraremos como ficou!

 

 

Receitas que podem render produtividade sem nos agredir

Padrão

Receitas de produtos de limpeza que podem ser feitos, vendidos e divulgados…não agridem o ambiente, podem compor uma pequena renda para o grupo e de quebra, propor um consumo consciente. Essas receitas foram publicadas no site do IPEMA.

SABÃO LÍQUIDO PARA LOUÇA

  • 2 litros de água
  • 1 sabão caseiro ralado
  • 1 colher de Óleo de Rícino
  • 1 colher de Açúcar.

Ferver todos os ingredientes até dissolver e engarrafar.

DETERGENTE ECOLÓGICO

  • 1 pedaço de sabão de coco neutro
  • 2 limões
  • 4 colheres de sopa de amoníaco (que é biodegradável)

Derreta o sabão de coco, picado ou ralado, em um litro de água. Depois, acrescente cinco litros de água fria. Em seguida,esprema os limões. Por último, despeje o amoníaco e misture bem.Guarde o produto resultante em garrafas e utilize-o no lugar dos similares comerciais. Você obterá seis litros de um detergente que limpa, não polui, cujo valor econômico é incomparavelmente menor do que o do similar industrializado.

DETERGENTE ECOLÓGICO MULTIUSO

  • Água
  • Vinagre
  • Amônia líquida (amoníaco)
  • Bicarbonato de sódio e ácido bórico

Em um litro de água morna (cerca de 45º C), coloque uma colher de sopa de vinagre, uma colher de sopa de amoníaco,uma colher de sopa de bicarbonato de sódio e uma colher de sopa de bórax ou ácido bórico. o Utilize em qualquer tipo de limpeza, em substituição aos multiusos convencionais. o Como qualquer produto de limpeza convencional, mantenha os detergentes ecológicos fora do alcance de crianças e animais domésticos. Fonte: Planeta na Web.

DESINFETANTE PARA BANHEIRO

  • 1 litro de Álcool (de preferência 70º)
  • 4 litros de água
  • 1 Sabão Caseiro
  • Folhas de Eucalipto

Deixar as folhas de eucalipto de molho no álcool por 2 dias. Ferver 1 litro de água com o sabão ralado, até dissolver. Juntar a água e a essência de eucalipto. Engarrafar.

AMACIANTE DE ROUPAS

  • 5 litros de Água
  • 4 colheres de Glicerina
  • 1Sabonete ralado
  • 2 colheres de sopa de Leite de Rosas.

Ferver 1 litro de água com o sabonete ralado até dissolver. Acrescentar mais 4 litros de água fria, as 4 colheres de glicerina e as 2 colheres de Leite de Rosas. Mexer bem até misturar e depois engarrafar.

* * * * * Alerta: Siga corretamente as proporções e orientações das receitas. A soda cáustica deve ser manuseada com cuidado,para não queimar as mãos (e outras partes do corpo) nem ser aspirada. Muitas receitas foram desenvolvidas, testadas e aprovadas ao longo dos anos, principalmente pelas mulheres do meio rural. Procurando minimizar os impactos do uso de “produtos de limpeza” no meio ambiente e na saúde humana e também, porque não, economizar, buscou-se na memória destas mulheres, e em antigas anotações, receitas práticas, mais baratas e, o mais importante, que não colocam em risco a saúde de ninguém. Aí vão algumas:

SABÃO

O Sabão Caseiro tem como ingredientes básicos:

  • Gordura
  • Soda Cáustica
  • Água

A gordura pode ser sebo de gado, banha ou gordura de aves, que dá um sabão de boa qualidade, desde que misturada à outra. Abacate, quando está sobrando, também pode ser usado como base gordurosa. Pode-se também aproveitar sobras de gordura da cozinha. Antes do uso, elas devem ser lavadas assim: 1 parte de água 1 parte de gordura. Levar ao fogo para ferver. Tirar do fogo, mexer bem e acrescentar 1 litro de água fria para cada litro quente. As substâncias estranhas ficarão depositadas no fundo do recipiente. Quando fria, a gordura ficará solidificada, podendo ser removida. Se estiver muito suja, deve-se repetir a operação. Este processo é bom porque ajuda a tirar o sal da gordura das frituras. A Soda é um mineral, encontrado na natureza em diferentes estados de pureza. Deve ser manuseada com cuidado para não queimar as mãos nem ser aspirado. E sempre bom usar soda de boa qualidade para produzir um bom sabão.

SABÃO NEUTRO OU SABÃO DE ALCOOL

  • 4 Kg de Gordura Animal
  • 2 latas de Óleo de Soja
  • 1 Kg de Soda
  • 3 litros de Água morna
  • 5 litros de Álcool

Derreter a gordura. Acrescentar o óleo de soja. Esperar esfriar um pouco. Juntar o alccol, a soda (dissolvida em um pouco de água) e o restante da água. Pode-se substituir as duas latas de óleo de soja por um 1 Kg de gordura animal. O álcool pode ser substituído por cachaça. Não se deve usar vasilhas de alumínio. A água que será utilizada no sabão pode ser suco ou chá das seguintes plantas: folha de mamão; raiz de guanxuma, eucalipto cidró, hortelã, bardana, tanchagem e babosa. Se você quiser: Sabão para limpeza (roupa, cozinha, etc.) use folha de mamão e raiz de guanxuma. Sabão desinfetante para limpeza de utensílios (tachos, tarros, outros vasilhames, estrebaria, etc.), use: eucalipto cidró, hortelã, própolis (2 colheres de tintura). Pode também ser usado como sabonete:

  • Sabão medicinal para queda de cabelo e problemas de pele, use: bardana e calêndula
  • Escurecer cabelo, use: babosa
  • Clarear cabelo, use: camomila
  • Para uso diário na higiene pessoal, escolha entre: babosa, própolis, bardana, camomila ou tanchagem

Você pode também fazer esta receita e depois juntar 500gr do sabão pronto ralado com 1/2 copo de suco de uma destas plantas, levar ao fogo até derreter, colocar em forma, deixar esfriar e cortar em pedacinhos.

SABÃO FRIO

  • 12 litros de água
  • 1Kg de farinha de milho
  • 1Kg de soda
  • 4Kg de sebo cozido

Derreter o sebo num tacho ou recipiente grande. Dissolver a farinha de milho em 6 litros de água. Dissolver a soda nos outros 6 litros de água. Misturar tudo e mexer por 40 minutos. Colocar em formas, deixar secar e cortar.

SABÃO DE ABACATE

  • 5 Kg de massa de abacate
  • 1/2 Kg de sebo derretido ou banha
  • 400 g de soda comercial 150 g de breu (encontrado em ferragens ou casas de produtos químicos)

Colher o abacate com cuidado para não machucá-lo e guardá-lo à sombra, até que fique maduro. Após maduro, cortar o abacate ao meio e separar o caroço e a casca da massa. Colocar toda a massa numa vasilha bem limpa e acrescentar a soda, sebo ou banha e o breu. Mexer por uma hora. Colocar numa caixa forrada com plástico e deixar 24 horas para secar (dependendo da umidade do ar, algumas vezes é necessário deixar mais tempo). Cortar em barras. Para maior consistência, acrescentar 2 a 3 colheres de sopa de farinha de milho ou cinzas.

SABÃO DE ERVAS

  • 5 Kg de gordura
  • 2,5 Kg de sebo derretido
  • 2,5 Kg de óleo de cozinha (usado), banha ou gordura de galinha derretida.
  • 1 Kg de soda
  • 4 litros de álcool
  • 4 litros de água ou suco de ervas (tanchagem, babosa, capuchinha, trapoeraba, confrei, calêndula, macaé, eucalipto).

Triturar as ervas e coar. Esquentar o sebo junto com o óleo. Misturar, fora do fogo, o álcool no sebo quente. Misturar a soda com água ou suco de ervas em recipiente não corrosivo. Acrescentar o sebo com o óleo nesta mesma mistura. Misturar bem até espumar. Colocar nas formas. Deixar esfriar e estará pronto para cortar.

SABÃO DE MILHO

  • 6 litros de água
  • 1/2 Kg de soda cáustica
  • 2 Kg de banha ou sebo
  • 1/2 Kg de farinha de milho

Misturar em uma bacia 3 litros de água fervida com a soda cáustica. Acrescentar a banha ou sebo. Desmanchar a farinha de milho nos outros 3 litros de água fria. Adicionar à mistura anterior e mexer bastante, durante 15 minutos. Despejar a massa numa caixa forrada com plástico. Deixar descansar 3 dias antes de usar.

SABÃO DE CINZA

  • 5 Kg de Sebo
  • 2,5 Kg de Cinzas
  • 5 litros de Água
  • 0,5 Kg de Soda Cáustica

Derreter o sebo em fogo lento até ficar uniforme. Ferver as cinzas juntamente com a água por 4 horas. Deixe a cinza assentar e use somente a água para juntar com o sebo. Mexer bem. Juntar devagar a soda, já fora do fogo, e mexer bem até dissolver. Colocar em formas. A cinza tem um alto poder de branquear. Para clarear toalhas de prato, colocá-las de molho, ensaboadas, em um balde com uma “trouxinha” de cinzas. Lavar normalmente no dia seguinte.