Projeto Maria Maria

Padrão

Dando seqüência ao nosso trabalho, iniciamos os “projetos”, que são assuntos nos quais colocamos todas as possibilidades que descobrimos de estudos, como: matemática, contabilidade, português, saúde, comportamento, física, química, educação ambiental, culinária, artesanato, e por aí vai…e ainda tem aqueles vão surgindo pelo caminho.

Nosso primeiro Projeto, é a Cooperativa (Coofer-Cooperativa Ferreirense de Reciclados) que está nascendo.

Então temos que aprender coletivamente o que é: viver em grupo, criar e produzir em grupo, dividir o trabalho e a renda. Isso não é uma tarefa fácil! Não somos ensinados a conviver com o grupo. Então, vamos aproveitar isso para aprender a somar, dividir, subtrair, multiplicar…Com a própria contabilidade da empresa. Vamos aprender o por quê dos impostos, quanto vale cada um, quanto vale cada hora trabalhada, quanto vale dedicar quase metade do seu tempo para pagar taxas e afins, quanto vale dividir o trabalho e as dificuldades com o grupo.

O que é valor material e imaterial. Como isso se processa no nosso dia-a-dia.

Valores que estamos descobrindo, que julgavámos esquecidos, coisas como: ajudar nosso colega a levar o material coletado, já que este está com dor nas costas. Ajudar o grupo a montar seu barracão, para juntos, guardarem a coleta do dia. Ensinar para o pessoal uma receita de bolo que você aprendeu com sua avó e, por vários motivos, nos faltam os ingredientes, mas com a ajuda da horta comunitária, podemos fazer outras receitas e, assim por diante. A grande descoberta: Nós ainda temos a chance de viver em comunidade, desde que saibamos nos respeitar e exigir respeito.

Mas, voltando ao Projeto Cooperativa:

foto111.jpg

Dentro desse tema, começamos assim: expliquei o que é o Projeto e o que vamos aprender nele. Na seqüência, ouvimos uma música, “Maria Maria, do Milton Nascimento”, e a partir daí, começamos a falar as palavras que lembrávamos da música e recordando as palavras que havíamos aprendido no encontro anterior, onde ouvimos a história da “Águia e da Galinha”.

Desenhamos o alfabeto no canto do quadro negro, para não esquecermos as letras. Na sequencia, falamos as palavras que lembrávamos da música e as mais usadas pelo grupo no dia-a-dia. Formamos trios de pessoas para ir escrever no quadro negro, depois formamos palavras aleatórias, na seqüência, fizemos as palavras se cruzarem, formando uma teia. Mais ou menos como são nossas ações, todas tem relação entre si! E isso é sempre lembrado por alguém do grupo. As palavras que descobrimos e que ficaram mais evidentes nesse encontro foram: “Coragem, Deus, cidadão, dinheiro, fé, garra, gana, força, alegria, suor, amizade.” Ficou claro para todos que a descoberta das letras, das palavras, dos significados são novos para todos do grupo, aqueles que sabem um pouquinho e os outros que estão descobrindo as letras agora…É sempre óbvio e sincero descobrir a cada experiência que “A leitura do mundo precede a leitura da palavra”. PFreire.

foto13.jpg

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s